MADE

A alimentação no combate à epidemia da obesidade

A obesidade é uma doença cada vez mais comum no mundo todo, cuja prevalência já atinge proporções epidêmicas. A doença apresenta causas multifatoriais como: estilo de vida envolvendo maus hábitos alimentares, sedentarismo, fatores psicossociais e depressão, fatores hormonais ou genéticos.

É importante ressaltar que a obesidade é responsável pela redução na qualidade de vida, incapacidade funcional, redução na expectativa de vida e aumento da mortalidade. Em condições graves, geralmente ela está associada a outras doenças graves como hipertensão arterial, diabetes tipo 2, doenças do coração, dislipidemias e até alguns tipos de câncer, além de doenças de refluxo, apneias do sono, infertilidade masculina e feminina, entre outras.

 

1 em cada 5 brasileiros está obeso!

A doença é tão grave que a Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta a obesidade como um dos maiores problemas de saúde pública no mundo.

Pesquisas apontam que o número de obesos no Brasil aumentou 67,8% entre 2006 e 2018 e que, atualmente, 1 em cada 5 brasileiros está obeso.

As organizações de saúde envolvidas no combate à obesidade, como a ABESO (Associação Brasileira para Estudos da Obesidade Síndrome Metabólica) e a SBEM (Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia) mencionam a preocupação em relação ao aumento no número de crianças obesas, isso porque a criança obesa tem grande chance de se tornar um adulto obeso e com isso desenvolver vários tipos de doenças associadas a obesidade.

Mais de 42 milhões de crianças menores de 5 anos estão acima do peso no mundo, das quais 35 milhões estão em países desenvolvidos e 92 milhões de crianças com risco de sobrepeso e obesidade.

A educação é considerada pelos especialistas como um fator muito importante no combate à obesidade, pois é em casa com a família que se criam hábitos saudáveis. É importante salientar que a obesidade é uma doença e que exige prevenção em todas as faixas etárias.

 

Mas o que fazer para ter uma alimentação saudável?

Não é nada fácil deixar de lado as comidas industrializadas, os fast foods, doces, chocolates, refrigerantes que tanto agradam o paladar devido seu sabor acentuado e praticidade.

Porém, com um pouco de esforço, adotar um estilo de vida mais saudável com uma boa alimentação é possível sim!

  1. Se não consegue almoçar em casa, leve marmitas elaboradas com alimentos fonte de proteínas e vegetais. Caso prefira, procure restaurantes que trabalham com alimentos saudáveis como saladas, opções de grelhados, sucos naturais.
  2. Para o lanche priorize sempre frutas frescas, secas ou castanhas. É prático para carregar na bolsa e saciar a sua fome onde estiver. Se houver uma geladeira por perto vale lembrar do iogurte como uma outra opção para o lanche.
  3. Não se esqueça que o dia começa com um bom café da manhã, que pode ter como opções o tradicional cafezinho, leite, pão ou torrada integrais, frutas, queijos. Qualquer dessas opções garantirá a energia que necessita para iniciar o seu dia.
  4. Beber muita água.
  5. Atividade física regular, que pode ser desde caminhadas ao ar livre, academia, atividade com água entre outras, o que importa é gastar energia e se movimentar.

Se você tem problemas com sobrepeso ou obesidade procure um profissional para ajudá-lo.

 

A MADE se sensibiliza com o problema e apoia o combate a obesidade oferecendo um cardápio rico em alimentos naturais e minimamente processados. Comer bem e saudável é nosso foco!

*Escrito pela nossa nutricionista parceira Juliana Pereira – CRN 18664

Compartilhe nas suas redes sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial